Ultimamente, por aqui

10.1.17

Apanhar tábuas na praia, tratá-las, tecê-las e dar-lhes uma função para além da meramente decorativa - como de base para copos e chávenas ou ainda como pequenos tabuleiros para o café -, tem sido o ponto de convergência por aqui. As "Tábuas Tecidas" é um projecto, dada toda a envolvência,  pelo qual tenho um grande carinho e por isso este ano decidi explorá-lo mais. 
Janeiro tem sido um mês em que tenho feito um esforço grande para me concentrar no essencial, por manter o foco, por não me dispersar, um trabalho que não é fácil para mim, não só porque hoje facilmente nos perdemos a navegar pela Internet, mas também porque tendo a ser uma pessoa um bocado caótica a nível criativo. 
Este mês, faço também a estreia em dois eventos: o Domingo de Bazar , a 22 de Janeiro, onde poderão ver ao vivo muitas das "Tábuas Tecidas" e conhecer projectos interessantes; e o "A,B,C da Tapeçaria" em formato de actividade de família, a 28 de Janeiro. 
Encontrar tempo para me dedicar a outras coisas que gosto, porque muitas vezes é nelas que mais bebo inspiração, também é palavra de ordem para este ano e por isso, estou quase a terminar um pequeno projecto de tricot, no qual utilizei o fio Zagal  e comecei a ler um livro - presente de Natal - que é uma compliação de entrevistas da Anabela Mota Ribeiro à única Paula Rego.

Boa Semana para todos.

Dries Van Noten

4.1.17

As artes e o design têxtil estão literalmente na moda. Ao longo dos últimos anos, vários têm sido os criadores a usá-las para apontamentos nas suas colecções e este ano não é excepção.
Tecelagem, tricot e macramé foram as escolhas de Dries Van Noten para algumas das peças da colecção de homem da Primavera de 2017. Uma verdadeira inspiração para um exercício de "pensar fora da caixa".

Greenery

2.1.17


No final de 2016 a Pantone voltou a ditar as regras no que às cores diz respeito, anunciou ao mundo os tons de 2017 e entre eles a cor do ano, Greenery (PANTONE 15-0343). Este verde "folhagem" simboliza "um novo começo" e pretende apelar a uma reaproximação do Homem à Natureza, e como é hábito, vai influenciar as tendências de moda, publicidade, e design.
Não sendo uma cor fácil de usar, a empresa deixou uma recomendação aconselhando a sua utilização combinada com cores neutras, tons claros, pastéis, metálicos ou tons mais escuros de verde, como o Kale que também faz parte das escolhas para 2017 e que eu pessoalmente gosto muito mais.
Amarelo, rosas e tons de azul completam as dez cores escolhidas pela Pantone e que vamos abordar aqui em outros posts, tentando perceber a melhor forma de as combinar.
E vocês, o que acham da cor do ano? 

* fotos: lucinda popp | still life photography | pinterest | cotemaison.fr | jungle office