Wooden Textiles

26.9.16

“Madeira têxtil”, “Têxteis de madeira”, “Madeira que vira tecido”... não achei que nenhum dos nomes  fosse apropriado para o título do post, daí que apostei no nome original, dado por Elisa Strozyk, a designer e autora desta linha de produtos que mistura madeira e tecido. 
Elisa acrescenta à madeira propriedades têxteis, tornando este um projecto inovador - característica muito apreciada nos dias de hoje. Contudo, confesso que foi o lado romântico que me prendeu.



Numa sociedade que substituiu as cartas pelas mensagens electrónicas e que parece que tudo está à distância de um botão, diz Elisa que  “dar a devida importância às superfícies que desejamos sentir pode-nos ligar ao mundo material e aumentar o valor emocional de um objecto”. Eu também acho.


Wooden textiles procura transmitir uma nova experiência táctil, no sentido que em estamos habituados a sentir a madeira como um material rígido, sabemos qual a sensação de caminhar sobre a mesma ou de a tocar, mas não estamos acostumados com uma superfície de madeira que possa ser moldada com as mãos. 
O processo consiste em cortar peças triangulares e colá-las sobre uma base têxtil que dependendo do tamanho e da forma, mostrará um comportamento diferente em relação à flexibilidade e maleabilidade. No fim, pode ter vários usos, de tapetes e almofadas a cobertores e até roupa.

Fonte: Archdaily
Fotos: Studio Been


1 comentário:

  1. UAU!Adorei o conceito desta artista!Não a conhecia e estive a ver um pouco do seu trabalho.
    Excelente mesmo!

    ResponderEliminar