Ritmos

25.11.15


Não sei se a culpa é a falta de tempo, se a falta de vontade ou a capacidade de absorção. Talvez seja um misto de tudo ou então sou eu a perder qualidades. Uma coisa é certa, deixei de conseguir acompanhar o ritmo frenético das redes sociais, os posts dos blogs e os updates das contas de Instagram e de Facebook que seguia. Sinto-me num outro ritmo. Muito mais lento. Se calhar é da idade ou pode bem ser uma fase, mas a verdade é que o tempo cada vez estica menos e a forma como o aproveito cada vez conta mais e na hora de o usufruir, só me apetece desligar. O reflexo está também espelhado aqui, neste Blog, onde eu gostaria de escrever muito mais, mas que tem ficado pela intenção. À conta desta negligência têm ganho outros campos. De uma forma natural a minha lista de "conteúdos a ver/seguir" tem vindo a dividir-se em duas - os que espreito ou gostaria de espreitar todos os dias e os que passo ao fim de uma semana - mas parece-me que essa divisão não fica por aqui. Ao longo destes últimos meses eu mudei e alguns dos meus interesses e prioridades mudaram também. O problema não são vocês, sou mesmo eu que não consigo acompanhar o ritmo e que, confesso, passei a aborrecer-me de tédio com temas que até gostava. Não sei se esta mudança na caixa de velocidades é hormonal, se é a minha adaptação ao horário de Inverno ou se é efeito colateral da maternidade. Nem tão pouco sei se me irá passar. Por agora é o que é e até é bom!

*esta fotografia tem quase um ano, tinha um barrigão enorme e um Sebastião quase a nascer. esta semana completou 7 meses (!)




6 comentários:

  1. Eu senti tanto isso quando o Raul era pequeno, é bom. Aproveita e saboreia essa paz, essa calma e serenidade.
    Neste momento sinto precisamente o contrário mas tem a ver com o entusiasmo do novo projecto, os novos desafios, as ideias... sinto-me muito viva e trabalho a um ritmo alucinante mas sem ser stressante, faço o que mais gosto, em casa e consigo parar quando é necessário e manter as prioridades bem definidas. São fases, como os bebés, nós também passamos por diferentes fases e ritmos.
    Abraços, Alexandra

    ResponderEliminar
  2. São fases, é uma nova vida, um novo ciclo. Neste momento, tens uma prioridade que se chama Sebastião, ocupa-te "demasiado" tempo, e isso afecta a tua criatividade profissional. Ele vai crescer e ficar menos dependente e ai terás mais tempo para os teus projectos e desafios profissionais.. Como diz a Alexandra e muitisssimo bem, aproveita o momento, não sabemos o amanhã, e o presente é bom, muito bom.. Acredito muito em ti, por isso não "stresses", que o futuro é mais adiante e bastante risonho...Um beijo, de um homem, que estará sempre ao teu lado..

    ResponderEliminar
  3. Rita, muito obrigada pela ajuda que tens dado ao Alexandre.
    Tão simples e tão importante foi este tão grandioso gesto, no mundo em que quase ninguém olha para ninguém.
    Mas tu, na continuidade, da tua transformação pontual, e na pessoa que penso que és, deste um "dedinho" nestes pequenos trabalhos, que para ele é como se estivesse a construir um grande império.
    Muito obrigada e um beijinho de amizade e admiração.

    Helena Belo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu Lena, por estas palavras tão bonitas!
      Um beijinho

      Eliminar