Triângulos de luz

15.4.15




Entre os momentos de espera, novos materiais, novos desenhos, novas experiências e novas peças. Peças sem tramas nem teias, mas simples e serenas e que tenho gostado muito de desenvolver. São uma espécie de pausa enquanto novos emaranhados de fios se entrelaçam no papel e na cabeça à espera de ver a luz do dia. Brancos, dourados e rosados - nem sempre tenho coragem de atacar as cores porque muitas vezes acho que não vai acabar bem. Os triângulos, que encerram em si tanta simbologia e que nos lembram o equilíbrio necessário e que tantas vezes perdemos por aí. São peças leves, com motivos de mar mas com nomes de pedras preciosas, porque as acho luminosas. Gosto muito de cada uma delas, espero que vocês também e que me digam de vossa justiça o que acham. Podem saber mais detalhes sobre as mesmas aqui

2 comentários: