Boro

31.3.15

Existem tecidos que contam histórias. No início deste ano uma passagem pelo MUDE levou-me a conhecer o Boro - uma técnica japonesa que consiste em remendar e cerzir diferentes tecidos, tingindo-os posteriormente. Hoje, uma passagem pela pasta de fotografias por organizar levou-me a partilhá-lo convosco. Na altura fiquei maravilhada, ainda estou hoje, mas ver ao vivo as peças deu-lhes outra dimensão. O Boro era uma técnica usual em todo o território japonês no final do século XVIII até meados do século XX. Na altura, os têxteis eram criados por necessidade e numa lógica de auto-suficiência, nada se perdia, tudo era reparado, reutilizado, transformado ou reciclado até ao fim dos seus dias. Hoje, passado um século do seu desaparecimento, o Boro é apreciado enquanto trabalho artístico e não deixa de ser uma mensagem de reutilização e transformação para uma sociedade fast forward. A exposição já não está patente, mas na Internet consegue-se encontrar informação sobre o assunto. Espero que gostem.



Sem comentários:

Enviar um comentário